top of page

Reflexões- Jorge Sarabando

Em Santiago, ao amanhecer

1 - No final de uma viagem, para celebrar a Revolução de Abril numa comunidade perto de Santiago de Compostela. Passagem breve pela cidade. Como sempre, uma multidão de peregrinos nos caminhos da Catedral.

O deus mercado

A contradição principal da nossa época desenha-se em traços cada vez mais nítidos: de um lado a livre expansão das forças do mercado, do outro a intervenção do Estado como garante da equidade social.

Placeholder Image

No 75º aniversário da 2ª Declaração Universal dos Direitos Humanos

Não se pode falar da Declaração dos Direitos Humanos de 1948, aprovada pela ONU, sem evocar a Declaração Universal dos Direitos do Homem e do Cidadão, proclamada em 1789 no início da Revolução Francesa.

Placeholder Image

Paz, essa palavra subversiva

O que mais me impressionou no primeiro dia da Jornada Mundial da Juventude não foi o espectáculo do encontro de jovens, de povos, de culturas, de mais de cem países, e a alegria e sã convivência que transpareciam. Línguas, etnias, modos de viver diferentes e de lugares tão distantes, entrelaçam-se, e do seu encontro irradia, entre abraços e sorrisos abertos, o direito a ser feliz e a esperança num mundo melhor.

bottom of page